domingo, 10 de outubro de 2021

"Fim da linha" para a Federal na Série Ouro 2021

Neste sábado, a UFSM/Urbanes Empreendimentos viajou até Bento Gonçalves, levando na mala a esperança de voltar com a classificação para a fase semifinal do Estadual. Contra uma equipe muito bem treinada, todo descuido foi punido e, apesar de um bom primeiro tempo, a Federal viu o placar aumentar em favor dos donos da casa. No final, BGF venceu por 8x4 e confirmou sua vaga para a próxima etapa do campeonato.

Um erro do time santa-mariense na quadra de ataque resultou no primeiro gol do time da casa, logo no terceiro minuto de jogo. Mas a Federal não se abalou e criou inúmeras oportunidades até chegar ao empate. Só que, pouco antes do intervalo, o segundo gol do time mandante veio como um balde de água fria. O pivô Dudu afirmou que já era esperado um jogo muito complicado. “Demos nosso máximo. Acho que fomos melhores em alguns momentos do primeiro tempo, infelizmente tomamos o gol no minuto final e isso foi um baque, pois foi num momento que poderíamos ter virado o jogo”, completou o atleta.

Dudu (de camiseta azul) marcou seu primeiro gol com a camiseta da UFSM.

Na segunda etapa, a UFSM teve duas chances de empatar, mas desperdiçou. Aí o time da casa mostrou que não se pode vacilar diante da sua qualidade e anotou três gols em dois minutos, deixando a missão da Federal extremamente difícil. Com o goleiro linha, o técnico Gabriel Pranke buscou recolocar a equipe na partida, mas a reação só aconteceu nos minutos finais, com desfecho encaminhado. Ao final do jogo, ele avaliou a atuação:

- Falhamos no primeiro gol do adversário, mas conseguimos equilibrar a marcação e fizemos um bom primeiro tempo. Parabenizo os jogadores por terem entendido e trabalhado muito bem nessa semana. Infelizmente tivemos muita dificuldade no início do 2º tempo. Tentamos correr atrás do placar, não desistimos, mas o placar ficou um pouco mais elástico.

Com o resultado, a UFSM termina a competição na oitava colocação, abaixo da expectativa que se tinha no início da Série Ouro. “Nosso planejamento era classificar entre os quatro melhores, o que nos deixaria em boas condições de brigar por uma vaga na semifinal. Por conta de alguns tropeços que não esperávamos, classificamos em oitavo e tivemos que encarar o BGF nas quartas. O aprendizado deste ano foi muito grande. Enfrentamos grandes equipes e sabíamos que a competição seria muito equilibrada, então considero que o saldo foi positivo”, avaliou Gabriel, que, além de treinador da equipe, é o atual coordenador do projeto.


O jogo

Logo aos 2 min 47s, o time da casa abriu o placar. Após passe errado da Federal, Lucão roubou a bola e tocou na saída do goleiro. Aos 4 min, Lucas Tanke puxou mais um contra-ataque e a bola tocou nas duas traves. Pouco depois, Lucas Tanke roubou a bola e só não marcou porque Léo Leston defendeu com o pé. Aos 5 min, Guinho arriscou e o goleiro deu rebote. Carlos concluiu de primeira e o goleiro defendeu novamente. Aos 7 min, Rogério chutou cruzado e Dani espalmou para escanteio.

Aos 10 min, Rogério driblou um adversário e chutou rasteiro, para mais uma defesa de Dani. Aos 14 min, Gabi recebeu na ala direita e concluiu. Léo Leston fez grande defesa. Pouco depois, Willian Viana concluiu e acabou acertando as duas traves. Aos 14 min 37s, Tito serviu Dudu, que dominou e chutou por baixo do goleiro: 1x1.

Aos 15 min, a bola sobrou para Kevin, que concluiu alto, obrigando Léo Leston a aparecer decisivamente. Aos 19 min, Matheus recebeu na posição de pivô e escorou para Giorgi Lucas, que chutou no canto e colocou o time da casa em vantagem novamente. Faltando 40s para o intervalo, Matheus ficou com uma sobra e Léo Leston fez outra grande defesa.

Na volta do intervalo, a Federal criou as duas primeiras chances. Na primeira, aos 2 min, Rogério tocou para a área e Carlos concluiu de letra. Dani estava atento e evitou o gol. Aos 3 min, Rogério roubou a bola e serviu João Farias, que concluiu sobre o goleiro. O castigo veio aos 4 min 30s, quando Matheus recebeu de Giorgi Lucas. O pivô concluiu na saída do goleiro e ampliou para 3x1.

A Federal quase empatou nesta jogada de Rogério e Carlos (de camiseta azul).

Aos 5 min 20s, a bola sobrou para Matheus, que driblou o goleiro e tocou para a rede: BGF 4x1. Um minuto depois, Lucão puxou contra-ataque e concluiu no canto direito do goleiro: BGF 5x1. Aos 8 min, Giorgi Lucas recebeu a pisada após cobrança de escanteio e concluiu para fora. Com a desvantagem no placar e precisando virar o jogo, a UFSM começou a usar o goleiro linha faltando pouco mais de 10 min para o fim. Aos 12 min 31s o gol saiu. Tito passou para João Farias no fundo da quadra e ele serviu Willian Viana dentro da área, que descontou para 5x2.

João Farias (camiseta 17) fez a assistência para o segundo do da UFSM.
O BGF não demorou a acertar a marcação e aproveitar o espaço deixado pelo time de Santa Maria. Aos 13 min 44s, Lucão avançou, aproveitou que o goleiro não estava posicionado e concluiu para o gol: BGF 6x2. Aos 14 min, em cobrança de falta, Rogério concluiu rasteiro e Dani afastou com o pé. Aos 14 min 37s, Matheus puxou outro contra-ataque e ampliou para 7x2. Aos 15 min 15s, Dani lançou para Matheus, que concluiu de peito quando estava quase sobre a linha da meta: BGF 8x2.

Aos 17 min, Tito recebeu livre após passe de Willian Viana e o goleiro defendeu mais uma. Aos 17 min 34s, João Farias cobrou falta e passou para Guinho, que acertou o ângulo: BGF 8x3. Aos 18 min 49s, Tito tocou para a área e Willian Viana desviou para o gol. Placar final em Bento Gonçalves: BGF 8x4 UFSM/Urbanes Empreendimentos.

Guinho (camiseta 8) acertou o ângulo em cobrança de falta frontal.

Ficha técnica:

BGF – Dani, Lucão, Bruno Reis, Gabi, Lucas Tanke, Augusto, Kassiel, Alex, Pedrinho, João, Giorgi Lucas, Matheus, Alfinete e Kelvin. T.: Vaner Flores.

UFSM/Urbanes Empreendimentos – Léo Leston, Guinho, João Farias, Rogério, Tito, Carlson, Bernardo, Willian Viana, Scalcon, Moisés Braga, Dudu e Carlos. T.: Gabriel Pranke.

Gols: Lucão (2 min 47s do 1T – B), Dudu (14 min 37s do 1T – U), Giorgi Lucas (19 min do 1T – B), Matheus (4 min 30s do 2T – B), Matheus (5 min 20s do 2T – B), Lucão (6 min 27s do 2T – B), Willian Viana (12 min 31s do 2T – U), Lucão (13 min 44s do 2T – B), Matheus (14 min 37s do 2T – B), Matheus (15 min 15s do 2T – B), Guinho (17 min 34s do 2T – U) e Willian Viana (18 min 49s do 2T – U).

Arbitragem: Rafael Amaro (árbitro principal), Airton Minetto (árbitro auxiliar), Amanda Moraes (anotadora), Paula Abreu (cronometrista) e Wanderney Alves.

Ginásio: Darcy Pozza (Bento Gonçalves-RS).

domingo, 3 de outubro de 2021

UFSM/Urbanes Empreendimentos e BGF iniciaram confronto das quartas-de-final neste sábado

Em um jogo bastante disputado e de alto nível como se previa, UFSM e BGF iniciaram as suas caminhadas na fase eliminatória da Série Ouro. Após muitas dificuldades no início, a Federal conseguiu equilibrar as ações e poderia ter conseguido o empate ainda no 1º tempo. A busca pelo gol continuou na segunda parte, mas os visitantes aproveitaram erros do time santa-mariense para ampliar a vantagem e venceram por 4x2. No próximo sábado, as equipes voltam a se enfrentar, mas desta vez em Bento Gonçalves. A Federal precisa da vitória (por qualquer placar) para levar a decisão para a prorrogação. Um empate basta para o BGF avançar para a fase semifinal.

O ala Tito, um dos destaques da Federal na partida, comentou que "foi um jogo muito difícil, eles (BGF) acertaram as movimentações e conseguiram abrir uma boa vantagem. Mas teremos o jogo de volta e temos que ter esperança". Ele acredita que a classificação passa pelo time entrar em quadra mais atento, principalmente em relação às jogadas ensaiadas e às bolas paradas do adversário. O técnico Gabriel Pranke também analisou a partida de ontem e projetou o confronto decisivo:

- Montamos uma estratégia para esse jogo, por vezes marcamos pressionando mais alto, por vezes mais embaixo, dependendo das nossas peças e, por vezes, usamos o goleiro-linha. De forma geral, poderíamos ter executado melhor algumas dessas situações e, quando a gente pecou, o BGF aproveitou. E correr atrás do placar contra uma equipe dessas é sempre difícil. Ainda confio na classificação. Se fizermos tudo certo na próxima semana e montar uma estratégia adequada para o jogo numa quadra diferente, um pouco menor, podemos levar a decisão para a prorrogação. E aí tudo pode acontecer.

Tito (com a camiseta azul nº 7) participou dos dois gols da UFSM na partida.

O jogo

O time visitante teve o controle da posse nos primeiros minutos e, aos 3 min, conseguiu criar a primeira oportunidade. Gabi recebeu a bola na ala esquerda, passou pelo marcador e concluiu de bico raspando a trave. Aos 5 min, a Federal chegou em chute de longe de Rogério, que passou raspando a trave e arrancou suspiros da torcida. Aos 7 min, Matheus pisou para Lucão, que acertou a trave. Pouco depois, a troca de passes do time de Bento Gonçalves envolveu a marcação e Lucão recebeu sozinho na área, mas concluiu para fora. Poucos segundos depois, o filme se repetiu, quando Kevin encontrou Lucão na segunda trave. Desta vez, o camiseta nº 4 não desperdiçou: BGF 1x0.

Aos 9 min, Giorgi Lucas recebeu cara a cara com o goleiro e tentou driblá-lo. Carlson saltou na bola e salvou o segundo gol. Aos 9 min 58s, Matheus recebeu na posição de pivô e girou chutando. Ele acertou o ângulo e ampliou a vantagem dos visitantes para 2x0. Aos 11 min 58s, a UFSM conseguiu descontar e "voltou" para o jogo. O gol saiu após troca de passes com uso do goleiro-linha. A bola chegou em Rogério no fundo da quadra e ele passou para trás. Guinho arrematou com força, o goleiro ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar que a bola entrasse: BGF 2x1.

Jogada do primeiro gol da Federal saiu em tabela de Tito e Rogério, concluída por Guinho.

Aos 13 min, Moisés Braga arriscou de média distância e Dani saltou no canto inferior esquerdo para espalmar para escanteio. A bola ainda tocou na trave antes de sair. Na cobrança de escanteio, João Farias passou para Rogério dentro da área, mas o artilheiro da UFSM não conseguiu tocar na direção do gol. Aos 16 min, Tito avançou pela esquerda e chutou cruzado, pouco acima do travessão. Aos 18 min, Thales encontrou Dudu sozinho dentro da área, mas o pivô da Federal concluiu para fora.

Logo no início da segunda etapa, Lucas Tanke teve duas chances de marcar. Na primeira, Léo Leston defendeu com o pé e, no rebote, ele defendeu com o peito. Aos 10 min, Tito arriscou de longe e carimbou a trave do time da serra gaúcha. Cerca de 30s depois, Kevin recebeu após cobrança de escanteio e concluiu de primeira no canto: BGF 3x1. 

A partir daí, a UFSM praticamente só usou o goleiro-linha. E após um ataque sem sucesso, o BGF avançou rápido e aproveitou a troca dos goleiros. Kevin concluiu mesmo com marcação à sua frente e ampliou para 4x1. A Federal continuou tentando, mas a marcação estava bem encaixada. Aos 15 min 55s, após cobrança de escanteio, Rogério tocou para a área e Tito desviou para a rede, determinando o placar final da partida: UFSM/Urbanes Empreendimentos 2x4 BGF.

Tito marcou faltando quatro minutos para o fim e tentou iniciar uma reação.


Ficha técnica:

UFSM/Urbanes Empreendimentos - Léo Leston, Guinho, Tito, Rogério, Willian Viana, Carlson, Pedro Guerra, João Farias, Léo Rudek, Thales, Garcia, Scalcon, Moisés Braga e Dudu. T.: Gabriel Pranke. 

BGF - Dani, Lucão, Gabi, Giorgi Lucas, Lucas Tanke, Augusto, Kassiel, Alex, Matheus, Pedrinho, João, Alfinete, Bruno Reis e Kevin. T.: Vaner Flores.  

Gols: Lucão (7 min 56s do 1ºT - B), Matheus (9 min 58s do 1ºT - B), Guinho (11 min 58s do 1ºT - U), Kevin (10 min 37s do 2ºT - B), Kevin (15 min 05s do 2ºT - B) e Tito (15 min 55s do 2ºT - U). 

Arbitragem: Diego Menezes (árbitro principal), Marcelo Machado (árbitro auxiliar), Liana Araújo (anotadora), Janaína Fernandes (cronometrista) e José Airton Pletsch (Representante da FGFS).

Cartões amarelos: Rogério, Léo Rudek, Pedro Guerra (U), Matheus, Lucão e Dani (B).

Ginásio: CDM (Santa Maria-RS).

Público pagante: 60 pessoas.

Público total: 90 pessoas.

domingo, 12 de setembro de 2021

UFSM/Urbanes Empreendimentos encerra 1ª Fase da Série Ouro com empate

O retorno do público ao CDM marcou a noite deste sábado, com a realização da última rodada da 1ª Fase da Série Ouro. Brigando por uma posição melhor na tabela de classificação, UFSM/Urbanes Empreendimentos e Riograndense disputaram cada palmo da quadra de jogo e buscaram até o último segundo o gol da vitória. No final, o empate em 1x1 refletiu o equilíbrio do jogo e não serviu a nenhuma das duas equipes, que terminaram na 6ª (Riograndense) e 8ª colocações (UFSM). Assim, as duas decidirão fora de casa o confronto das quartas-de-final da competição.

Com público reduzido, a UFSM recebeu o Riograndense, de Rio Grande, pela última rodada da 1ª Fase.

A Federal tinha como objetivo ficar entre os quatro primeiros e ter alguma vantagem na próxima fase. O que aconteceria em caso de vitória ontem (a UFSM pularia para o 4º lugar, beneficiada pelos tropeços de São José e Canoas). "Infelizmente não conseguimos o nosso objetivo e vamos trabalhar duro, pois vai ser uma pedreira contra o BGF", declarou o treinador Gabriel Pranke, já projetando o próximo adversário, o time de Bento Gonçalves, que terminou esta fase na 1ª colocação e como única equipe invicta no campeonato. A partida de ida está marcada para o dia 2 de outubro, em Santa Maria.

O goleiro Léo Leston também lamentou os pontos perdidos, já que, segundo ele, a equipe se empenhou bastante e tentou o gol até o final da partida. "Agora vamos enfrentar uma equipe muito forte, precisamos evoluir e treinar bastante nestas três semanas que temos pela frente", analisou o atleta da Federal. Gabriel Pranke também avaliou a atuação da equipe neste sábado:

- Estudamos eles e enfrentamos uma marcação bem diferente do que tínhamos enfrentado até então. Apesar disso, conseguimos criar, mas não conseguimos fazer os gols no primeiro tempo, quando fomos um pouco melhor. No segundo tempo, o jogo ficou difícil, e poderíamos até ter saído com um resultado pior. O jogo é assim, tem que aproveitar quando se tem superioridade.

O goleiro Léo Leston (de camiseta rosa) foi um dos destaques da Federal na partida.

Retorno da presença de torcida foi a novidade da partida

Cerca de 90 pessoas, entre torcedores e convidados, estiveram presentes no ginásio para acompanhar o jogo entre UFSM e Riograndense. Seguindo as orientações dos órgão públicos, a equipe montou duas entradas para evitar aglomeração, demarcou (em conjunto com a equipe da Secretaria de Esportes e Lazer) os lugares indisponíveis (para que os presentes ficassem a uma distância segura dos demais), efetuou a medição de temperatura na entrada do ginásio e disponibilizou álcool gel em locais estratégicos do ginásio.

Cabe ressaltar que somente torcedores vacinados contra a Covid-19 (pelo menos a 1ª dose feita) foram liberados a participar do evento. Além disso, eles deveriam manter o distanciamento e usar a máscara.  

Liberação da torcida foi acompanhada de um protocolo que precisava ser seguido pela equipe e pelos presentes.

O jogo

Logo com 30s de bola rolando, a UFSM levou perigo, quando Guinho passou para Rogério e, sem goleiro, ele acabou concluindo sobre a marcação. Aos 7 min, Thales avançou pela esquerda e concluiu para o gol. O goleiro Jack defendeu com o ombro. Poucos segundos depois, após roubada de bola, Thales serviu Rogério, que chutou por cima da meta. 

Aos 9 min, o time visitante levou perigo em cobrança de falta, que acabou desviando na marcação e saindo pela linha de fundo. Pouco depois, João Farias chutou de perna canhota e a bola desviou. Jack, mesmo caído, conseguiu a recuperação e fez a defesa. Aos 10 min, Cris cobrou lateral e encontrou Buja dentro da área. O camisa 10 concluiu de cabeça e acertou o travessão. Aos 11 min, Léo Rudek recebeu nas costas da defesa e chutou de primeira, mas o goleiro fechou o ângulo, bloqueando a conclusão.

Aos 15 min, Arthur driblou um marcador e tocou para Buja, que concluiu por cima. Na sequência, Garcia arriscou chute cruzado, que passou raspando a trave esquerda do goleiro. Aos 16 min 45s, após saída errada do Riograndense, Escobar aproveitou e acertou uma 'bomba' no ângulo, sem chances para o goleiro: UFSM 1x0.
Escobar (de azul, à direita) marcou o gol da UFSM na primeira etapa.
Na volta do intervalo, o Riograndense foi efetivo e conseguiu o empate logo aos 2 min 53s. Márcio recebeu na ala direita e, mesmo com pouco ângulo, conseguiu surpreender o goleiro com um chute no alto: 1x1. Aos 5 min, Delgado concluiu e Léo Leston defendeu. No rebote, Lúcio arrematou para fora. Aos 7 min, Rogério arriscou de média distância e o goleiro Buchecha foi no ângulo para espalmar para escanteio.

Aos 10 min, Escobar passou para Thales e o ala concluiu por cima das traves. Pouco depois, após roubada de bola, Thales concluiu com a ponta do pé, rasteiro, para fora. Aos 12 min, Cris ficou sozinho dentro da área, mas concluiu em cima de Léo Leston. Aos 16 min, em outro contra-ataque do time visitante, Delgado também não aproveitou, em mais uma boa intervenção do goleiro Léo Leston. Nos dois minutos finais, a Federal ainda tentou marcar usando o goleiro linha, mas não teve êxito com essa estratégia. Placar final: UFSM/Urbanes Empreendimentos 1x1 Riograndense.
O ala Thales (de camiseta azul) teve as duas últimas chances da Federal na partida. 
Ficha técnica:
UFSM/Urbanes Empreendimentos - Léo Leston, Guinho, Rogério, Moisés Braga, Escobar, Carlson, Tariq, Pedro Guerra, João Farias, Léo Rudek, Thales, Willian Viana, Garcia e Dudu. T.: Gabriel Pranke. 
Riograndense - Jack, Lúcio, Cris, Marcio, Delgado, Buchecha, Arthur, Buja, Rosa, Fred, Baloy e Rafa. T.: Max Carrazai.
Gols: Escobar (16 min 45s do 1T - U) e Marcio (2 min 53s do 2T - R).
Arbitragem: Andressa Hartmann (árbitra principal), Adriano Wolf (árbitro auxiliar), Janaína Fernandes (anotadora) e Daniel Vendrúsculo (cronometrista).
Cartões amarelos: Escobar (U), Cris, Rafa e Lúcio (R).
Ginásio: CDM (Santa Maria-RS).
Público pagante: 65 pessoas.
Público total: 93 pessoas.

domingo, 5 de setembro de 2021

Clássico eletrizante e classificação adiada

Após dois anos, o clássico santa-mariense voltou a balançar as estruturas do CDM na noite deste sábado. Em um jogo de fortes emoções e com direito a duas viradas, o União Independente levou a melhor contra a UFSM/Urbanes Empreendimentos. Com a derrota por 4x2, a Federal terminou a rodada na 8ª colocação, três pontos a mais que o Brasil, e precisará de um ponto na última rodada para confirmar a classificação.

A Federal, do ala Rogério (de camiseta azul clara). tentou de todas as formas, mas esbarrou na forte marcação do adversário e em noite iluminada do goleiro Edinho.
Com três tiros livres sem barreira a seu favor, a equipe lamentou não ter aproveitado as oportunidades para abrir vantagem na partida. "As duas equipes lutaram do início ao fim; nós lutamos muito, esse foi o ponto positivo, mas não aproveitamos as chances e o União foi mais feliz", comentou o ala Rogério, que marcou seu sétimo gol na Série Ouro. O técnico Gabriel Pranke também analisou o confronto:

- Começamos bem. No 2º tempo, o União voltou melhor e tivemos dificuldades. Depois reequilibramos as ações e tivemos a chance nos tiros livres. Esse foi um dos muitos detalhes que definiram a partida. Foi um jogo bastante equilibrado como a gente já esperava. Agora precisamos levantar a cabeça, pensar no próximo adversário e buscar os três pontos para conseguir uma melhor classificação.

No próximo sábado, a UFSM/Urbanes Empreendimentos recebe o Riograndense, de Rio Grande, que ontem venceu o Brasil e pulou para a sétima posição. Na oitava colocação, a Federal só será eliminada com uma combinação quase impossível. O Brasil, nono colocado, teria que vencer o Canoas, torcer por derrota da UFSM e tirar uma diferença de saldo de 14 gols. Em caso de vitória, a Federal pode subir na tabela, mas alcançará, no máximo, a quarta colocação.

O jogo

Como de costume, o clássico iniciou com o jogo bastante amarrado e com as defesas prevalecendo. O União criou a primeira chance aos 2 minutos, quando Arilsom passou por um adversário na ala direita e chutou rasteiro. Carlson fez a base e defendeu com os pés. Um minuto depois, Léo Rudek arriscou de média distância e Edinho espalmou a bola. Aos 10 min 17s, o União abriu o placar. Marcinho recebeu na ala esquerda e ganhou do adversário, tocando para dentro da área. Lá estava Rafinha, que deu um leve toque para desviar a bola para o gol: União 1x0.

O empate não demorou para acontecer. Aos 13 min 25s, João Farias cobrou falta frontal e Edinho deu rebote. Rogério estava atento e completou para o gol, empatando o confronto. Cerca de 20 segundos depois, a Federal teve a chance de virar em cobrança de tiro livre sem barreira, mas Edinho defendeu a cobrança de Guinho. Aos 14 min, Chiquinho aproveitou saída errada da UFSM e ficou cara a cara com o goleiro, mas concluiu para fora.
Rogério (de camiseta azul clara) comemorou o empate da UFSM.
Aos 15 min, Rogério encontrou João Farias sozinho na área. O fixo concluiu de letra e, no rebote, tentou outra vez, mas Edinho salvou o seu time. Aos 16 min 35s, Rogério roubou a bola na quadra de ataque e avançou pela esquerda. Ele passou para a segunda trave, onde estava Willian Viana, que só precisou tirar do goleiro: UFSM 2x1. No minuto final do 1º tempo, Airton quase empatou em chute de longe, que passou raspando a trave esquerda do goleiro da Federal.
A virada da UFSM veio com gol de Willian Viana (camiseta número 6).

Willian Viana comemorou bastante seu primeiro gol pela Federal.
No segundo tempo, o União começou pressionando. Aos 2 min, Arilsom girou e concluiu para o gol. Carlson espalmou para a linha de fundo. Na segunda cobrança seguida de escanteio, Arilsom chutou de primeira, sem deixar a bola cair, e a bola passou raspando a trave mais uma vez. O ímpeto do time comandado por Rodrigo Gomes deu resultado aos 2 min 42s, quando Airton recebeu a bola após outro tiro de canto e acertou uma 'bomba' no ângulo, deixando tudo igual no CDM. Logo após o gol, um temporal caiu sobre o ginásio e a partida teve que ser interrompida.

No reinício, a Federal partiu para o uso do goleiro linha. Aos 4 min, Escobar limpou a jogada, puxando para o centro da quadra, e concluiu no canto. Edinho fez grande defesa. Aos 9 min, Rafinha puxou contra-ataque e chutou na rede, mas pelo lado de fora. Aos 13 min, Rogério recebeu de João Farias e chutou no ângulo, mas Edinho buscou mais uma vez.

Após duas faltas seguidas do União, a Federal teve mais um tiro livre sem barreira para cobrar aos 13 min 15s. Em mais uma cobrança de Guinho, Edinho foi quem brilhou. Um minuto e meio depois, a arbitragem marcou mais uma falta do União. A UFSM mudou o batedor e Pedro Guerra fez a cobrança. Edinho defendeu com o pé e se tornou o grande nome do jogo. 
Edinho defendeu o terceiro tiro livre na partida em cobrança de Pedro Guerra.
O castigo veio aos 15 min 58s, quando os árbitros, desta vez, marcaram duas faltas da UFSM, resultando em tiro livre sem barreira para o União. Airton cobrou no canto direito de Léo Leston e colocou o União em vantagem. A UFSM logo colocou o goleiro linha mais uma vez em quadra, desta vez para tentar o empate. Aos 17 min, em contra-ataque do União, Airton recebeu de Marcinho, mas concluiu por cima da meta. Faltando 45s, o time azul e amarelo fechou o placar, quando Marcinho aproveitou uma perda de bola da Federal e concluiu para o gol vazio. Placar final: União Independente 4x2 UFSM/Urbanes Empreendimentos. 

Ficha técnica:
União Independente - Edinho, Giovani, Moraes, Arilsom, Felipinho, Mutuca, Airton, Tarta, Chiquinho, Bruno Costa, Barcellos, Marcinho, Rafinha e Tuta. T.: Rodrigo Gomes. 
UFSM/Urbanes Empreendimentos - Carlson, João Farias, Guinho, Rogério, Léo Rudek, Léo Leston, Pedro Guerra, Bernardo, Thales, Willian Viana, Tito, Moisés Braga, Scalcon e Escobar. T.: Gabriel Pranke.
Gols: Rafinha (10 min 17s do 1T - Un), Rogério (13 min 25s do 1T - UF), Willian Viana (16 min 35s do 1T - UF), Airton (2 min 42s do 2T - Un), Airton (15 min 58s do 2T - Un) e Marcinho (19 min 15s do 2T - Un).
Arbitragem: Ariel Lopes (árbitro principal), Luis Cristiano (árbitro auxiliar), Daniel Brondani (anotador) e Pablo Vargas (cronometrista).
Cartões amarelos: Chiquinho (Un), João Farias, Léo Rudek, Tito e Escobar (UF).
Ginásio: CDM (Santa Maria-RS).

domingo, 29 de agosto de 2021

UFSM/Urbanes Empreendimentos enfrentou o Rabelo fora de casa neste sábado

Em um jogo de grande nível técnico e muita alternância de bons momentos, UFSM/Urbanes Empreendimentos e Rabelo se enfrentaram na noite de ontem em Alvorada. Após começar muito bem na partida, a Federal conseguiu levar uma vantagem de 3x2 para o intervalo, mas não conseguiu segurar o adversário na etapa complementar. O Rabelo virou o jogo e venceu por 7x3, pulando da sétima para a terceira colocação na Série Ouro. A Federal teve quebrada a sequência de vitórias construída nas rodadas anteriores e terminou a rodada na quinta colocação. 

Para o técnico Gabriel Pranke, ficou evidente o crescimento do Rabelo durante a partida, fator preponderante para o resultado. "Algumas coisas funcionaram no início, mas o Rabelo encaixou a marcação e dificultou as coisas para a gente", lamentou o treinador. Já o ala Rogério, um dos destaques da UFSM na partida, também observou que o jogo teve momentos bem distintos, apesar do bom início da equipe. Ele acrescentou:

- Fomos infelizes em alguns momentos da partida e a equipe deles cresceu. Nós não conseguimos anular o que eles tinham de melhor. Precisamos levantar a cabeça, trabalhar e tentar fortalecer o que temos de bom para as próximas partidas. 

Rogério (de branco, com a bola) abriu o placar para a UFSM com 18 segundos de jogo.

A UFSM ainda tem dois compromissos nesta 1ª Fase da Série Ouro. Já no próximo sábado, a equipe da Universidade entra em quadra para o clássico local diante do União Independente. Empatadas em pontos (a Federal está em 5º lugar porque tem pequena vantagem no saldo de gols), as duas equipes de Santa Maria continuam na briga pelas primeiras colocações, já que ambas estão apenas um ponto atrás de Rabelo e São José (3º e 4º colocados, respectivamente). Quem vencer garante classificação antecipada, sem depender de outros resultados.

O jogo

O jogo mal começava, quando a UFSM abriu o marcador. Em jogada ensaiada de escanteio, Rogério recebeu de João Farias e acertou o canto oposto do goleiro: UFSM 1x0. O Rabelo quase empatou em chute cruzado de Cassiano, que desviou na defesa e saiu. Tito respondeu para a Federal, obrigando Paulinho a espalmar para escanteio. Roginho também arriscou chute frontal e Carlson evitou o empate. Logo depois, De Agostini encontrou João Farias dentro da área. O fixo da Federal acabou errando o alvo. Aos 7 min 45s, Pulga fez boa jogada e serviu Pablo, que ajeitou na entrada da área e mandou para o gol: 1x1.

O jogo continuava "lá e cá". Bernardo recebeu no fundo da quadra e concluiu. O goleiro defendeu e Thiago afastou o perigo. Pouco depois, Thales cobrou lateral e achou Bernardo sozinho na segunda trave. Ele só precisou completar para o gol e comemorar o 2x1. Na sequência, Pablo arriscou chute cruzado, que acabou indo para fora. Aos 13 min 08s, o Rabelo subiu a marcação e a UFSM encontrou os espaços para ampliar. Carlson fez um excelente passe para João Farias, que estava na quadra de ataque. O fixo dominou e esperou a chegada do companheiro para dar o passe. De Agostini, de frente para o gol, acertou o ângulo e fez 3x1 para a Federal. 

A partir daí, os donos da casa cresceram na partida e dominaram as ações. Na primeira tentativa, Thiago chutou de longe e Carlson defendeu em dois tempos. Aos 16 min 23s, em contra-ataque, Pablo tocou na saída do goleiro e descontou: UFSM 3x2. A pressão dos donos da casa aumentou. Thiago recebeu na posição de pivô, girou chutando e Carlson defendeu mais uma. Na sequência, o goleiro teve que parar duas tentativas de Becco. Na primeira, o jogador do Rabelo concluiu cruzado da ala esquerda e, na última oportunidade da primeira etapa, o chute da ala direita obrigou Carlson a afastar com o pé.

A UFSM voltou para a segunda etapa disposta a retomar o controle da partida. E Rogério quase fez o quarto gol da equipe quando puxou da esquerda para o meio e soltou um "míssil", que acabou parando no travessão. O Rabelo também levou perigo após escanteio. Becco recebeu na área e obrigou Carlson a fazer mais uma defesa. Mas aos 2 min 07s o empate acabou saindo, quando Becco recebeu de Cassiano na ala esquerda e acertou um chute cruzado. A Federal buscou responder e criou duas chances logo na sequência. Em um contra-ataque, Rogério serviu De Agostini, que concluiu, O goleiro espalmou e a bola saiu mansinha, raspando a trave direita. Pouco depois, Rogério arriscou da ala direita e a bola passou raspando a trave mais uma vez. 

Aos 6 min 33s, Pablo fez jogada na ala esquerda, passou por um e tocou para dentro da área, onde estava Roginho. Ele só precisou escorar para o gol, colocando o Rabelo em vantagem. Pouco depois, Biano chutou cruzado, Carlson defendeu com o pé e a UFSM puxou contra-ataque. O empate só não veio porque De Agostini acertou a trave. A Federal não aproveitou e o castigo veio pouco mais de um minuto depois, quando Thiago acertou uma "bomba" rasteira em cobrança de uma falta frontal: Rabelo 5x3. O time de Santa Maria continuou buscando o gol. Rogério serviu Moisés Braga em cobrança de lateral, mas o goleiro Paulinho saiu fechando o ângulo. Pouco depois, Rogério driblou um marcador e passou para Thales, que parou no goleiro mais uma vez.

Pablo quase marcou mais um após driblar o goleiro da UFSM. Só que Bernardo estava ligado e tirou em cima da linha. Logo depois, Pablo puxou outro contra-ataque e serviu Pulga, que acertou as duas traves e a bola teimou em não entrar. A Federal, vendo o tempo diminuir, lançou para a quadra a estratégia do goleiro linha. Mas a equipe de Santa Maria esbarrou na solidez defensiva do time da casa. A única chance de gol surgiu em uma tentativa de voleio do fixo De Agostini. Faltando pouco menos de dois minutos, Pablo aproveitou passe errado, avançou e tocou para o gol vazio, ampliando para 6x3. E aos 18 min 50s, Biano fez uma linda jogada e serviu Pablo, sozinho dentro da área. Ele completou para a meta e marcou o seu quarto gol na partida. Placar final: Rabelo 7x3 UFSM/Urbanes Empreendimentos. 

Ficha técnica:

Rabelo - Paulinho, Thiago, Pablo, Cassiano, Roginho, Romário, Biano, Binho, Pulga, Rael, Edivan, Becco, Yuri e Dimmy. T.: Kelvin Lopes. 

UFSM/Urbanes Empreendimentos - Carlson, João Farias, De Agostini, Tito, Rogério, Léo Leston, Guinho, Pedro Guerra, Thales, Bernardo, Léo Rudek, Scalcon, B. Mateus e Moisés Braga. T.: Gabriel Pranke.

Gols: Rogério (U - 18s do 1T), Pablo (R - 7 min 45s do 1T), Bernardo (U - 8 min 52s do 1T), De Agostini (U - 13 min 08s do 1T), Pablo (R - 16 min 23s do 1T), Becco (R - 2 min 07s do 2T), Roginho (R - 6 min 33s do 2T), Thiago (R - 8 min 08s do 2T), Pablo (R - 18 min 11s do 2T) e Pablo (R - 18 min 50s do 2T).

Arbitragem: Claudio Araujo (árbitro principal), Juliano Quadros (árbitro auxiliar), Paula Abreu (anotadora) e Alexandre Elsio (cronometrista).

Cartões amarelos: Bernardo (U) e Roginho (R).

Ginásio: Municipal Tancredo Neves (Alvorada-RS).

domingo, 15 de agosto de 2021

Atuação de gala coloca a UFSM/Urbanes Empreendimentos na terceira colocação da Série Ouro

Com duas vitórias seguidas, a UFSM/Urbanes Empreendimentos deu um salto na tabela de classificação da Série Ouro. A equipe entrou em quadra na semana passada em Cachoeira do Sul com a lanterna do campeonato e fez o seu papel, venceu São José e Brasil, terminando a 6ª rodada na terceira colocação (atrás somente dos líderes Paulista e BGF). Na noite de ontem, em uma partida impecável, a Federal não deu chances ao Brasil e anotou 7x3, conquistando a primeira vitória atuando em Santa Maria na competição deste ano.

O treinador Gabriel Pranke atribuiu a vitória à dedicação do grupo de atletas nos treinamentos da semana. "Os atletas fizeram um excelente trabalho, vêm comprando a ideia; foi uma semana muito produtiva e eles demonstraram isso na partida de hoje", destacou o técnico. O fixo De Agostini também comentou a atuação destacada da UFSM neste sábado:

- A equipe realmente fez uma partida muito boa hoje. O trabalho vem dando resultado, estava sendo bem feito, mesmo que os resultados não estivessem acontecendo. Acredito que ganhamos confiança para o restante do campeonato com o desempenho de hoje. A competição é muito difícil, muito dura. Esses pontos conquistados nos dois últimos jogos foram muito importantes, para nos colocar numa boa posição e olhar para o mata mata de uma maneira diferente.

De Agostini (de azul, com a bola) foi um dos destaques da UFSM na partida.

Na próxima rodada, que será no dia 28 de agosto, a UFSM encara o Rabelo em Alvorada. Da mesma forma que a equipe subiu de 7º para 3º lugar nesta rodada, um resultado negativo pode fazer a equipe perder várias posições, já que as equipes estão muito próximas. O próprio Rabelo, adversário da Federal, é sexto colocado com cinco pontos, dois a menos que a equipe de Santa Maria. O técnico Gabriel Pranke afirmou, após a partida de ontem, que a equipe sabia que poderia terminar a rodada na terceira colocação, mas que o foco era o jogo contra o Brasil. "Estávamos focados no nosso jogo, mas foi excelente essa subida na tabela. Esperamos manter a pegada e a intensidade nos próximos jogos para continuar conquistando os resultados. Estar em terceiro dá moral e traz confiança, mas temos muito trabalho pela frente", comentou o treinador.


O jogo

Se fosse uma corrida de carros, daria pra dizer que a UFSM começou na velocidade máxima. Já na primeira troca de passes, a bola chegou a Rogério na ala esquerda e ele arriscou um chute cruzado. O goleiro Jean ainda tocou na bola, mas ela acabou entrando: UFSM 1x0. Aos 4 min, De Agostini roubou a bola no ataque e girou para finalizar forte, mas errou o alvo. Minutos depois, João Farias cobrou lateral para De Agostini, que concluiu de longe, exigindo que Jean espalmasse por cima da meta. Aos 8 min 30s, Tito levou perigo em chute frontal, que quase surpreendeu o goleiro. No susto, pois havia muito jogadores a sua frente, Jean espalmou para a linha de fundo.

Só aos 9 min, o Brasil conseguiu levar perigo. Pablo chutou cruzado e Carlson espalmou. Aos 10 min 43s, Thales achou Léo Rudek sozinho dentro da área. O ala girou chutando para o gol, sem chances para o goleiro: UFSM 2x0. Poucos segundos depois, Victor arriscou para o gol e, mesmo com a visão encoberta, Carlson conseguiu espalmar para a lateral. Aos 13 min, Moisés Braga brigou pela bola na quadra de ataque e ela sobrou para Thales. O ala chutou para dentro da área; o próprio Moisés Braga dividiu com o defensor e conseguiu completar para as redes: UFM 3x0. 

Thales entrou bem na partida e deu duas assistências, como neste lance em que serviu Moisés Braga.

A Federal não deu sossego aos visitantes. E trinta segundos depois do terceiro gol, De Agostini marcou o quarto, após roubar a bola na quadra ofensiva e concluir no canto do goleiro. Em cobrança de uma falta frontal, aos 17 min, Rafinha cobrou rasteiro e obrigou Carlson a afastar com o pé. No último minuto, Charles acertou a trave e o rebote ficou com o pivô Mayandher. Ele concluiu rasteiro e Carlson fez grande defesa para levar a vantagem de 4x0 para o intervalo.

Na segunda etapa, o Brasil até melhorou, mas quem voltou a marcar foi a Federal. Aos 3 min, a UFSM aproveitou que o Brasil tinha um jogador a menos, em virtude da expulsão de Bielemann, o algoz dos santa-marienses em 2019. Rogério chutou a gol, o goleiro defendeu, a bola subiu e sobrou para Tito, que 'fuzilou' de primeira para o gol: UFSM 5x0. Dois minutos depois, Pablo fez jogada pela ala direita e chutou no alto, descontando para o time de Pelotas. Um minuto depois, a UFSM respondeu. Léo Rudek recebeu na posição de pivô e, de prima, acionou Moisés Braga, que concluiu no contrapé do goleiro: UFSM 6x1. Aos 7 min 30s, Léo Rudek puxou contra-ataque. A bola sobrou para Thales, que driblou o marcador e chutou no alto, mas Jean conseguiu espalmar para escanteio.

Moisés Braga (à esquerda) comemora um de seus dois gols na partida deste sábado.

Aos 10 min, Juninho descontou, em chute da ala direita, após receber com liberdade da cobrança de escanteio. Aos 13 min, quando o Brasil já utilizava o goleiro linha, a UFSM puxou contra-ataque de dois contra um. Aí Thales acionou João Farias, que só não marcou porque um jogador de linha afastou embaixo da trave. Na resposta, Mayandher concluiu com perigo, mas para fora. 

Aos 15 min 21s, a UFSM marcou mais um. De Agostini chutou da ala esquerda e o goleiro não segurou. Léo Rudek, com a camiseta de goleiro linha, deu um gancho para tirar do alcance do goleiro que estava caído: UFSM 7x2. Aos 17 min, Mayandher ficou cara a cara com o goleiro da Federal, que fechou o ângulo. E faltando 10 segundos para o fim, o Brasil ainda conseguiu descontar, após chute sem direção de Victor, que acabou sobrando para Rafinha. Ele carregou para o meio e chutou por baixo do goleiro da Federal. Placar Final: UFSM/Urbanes Empreendimentos 7x3 Brasil. 

Como goleiro linha, Léo Rudek (de camiseta rosa) marcou o 7º gol da Federal após rebote do goleiro.

Ficha técnica:

UFSM/Urbanes Empreendimentos - Carlson, De Agostini, João Farias, Rogério, Moisés Braga, Léo Leston, Guinho, Tariq, Léo Rudek, Thales, Tito, Bernardo, Willian Viana e Dudu. T.: Gabriel Pranke.

Brasil - Jean, Victor, Pablo, Juninho, Mayandher, Alemão, Peres, Bielemann, Dentão, Charles, Nicolas Pereira, Biel, Rafinha e Derick. T.: Flávio Carvalho.

Gols: Rogério (56s do 1T - U), Léo Rudek (10 min 43s do 1T - U), Moisés Braga (13 min 04s do 1T - U), De Agostini (13 min 35s do 1T - U), Tito (3 min do 2T - U), Pablo (5 min 45s do 2T - B), Moisés Braga (6 min 54s do 2T - U), Juninho (10 min do 2T - B), Léo Rudek (15 min 21s do 2T - U) e Rafinha (19min 50s do 2T - B).

Arbitragem: Diego Menezes (árbitro principal), Marcelo Machado (árbitro auxiliar), Daniel Brondani (anotador) e Hélcio de Deus (cronometrista).

Cartão amarelo: Derick (B). 

Cartão vermelho: Bielemann (B).

Ginásio: CDM (Santa Maria-RS).

domingo, 8 de agosto de 2021

UFSM/Urbanes Empreendimentos vence a primeira na Série Ouro

 A UFSM/Urbanes Empreendimentos entrou em quadra neste sábado em Cachoeira do Sul em uma posição incômoda na tabela de classificação da Série Ouro. A equipe enfrentou o São José em um jogo decisivo, já que ambos times ainda não haviam vencido na competição. E quem saiu satisfeito e mais tranquilo do confronto foi a Federal, que venceu de virada por 3x1 e pulou da 9ª para a 7ª colocação na competição.

O goleiro Carlson destacou a importância do triunfo, que dará mais tranquilidade para trabalhar na próxima semana, e festejou a atuação do grupo de atletas. "O destaque de hoje foi o desempenho coletivo, ressaltar o trabalho em equipe, trabalhando juntos, um puxando pelo outro. Essa foi a principal qualidade do time neste jogo", comentou o atleta que foi um dos vários destaques individuais da Federal.

Já o treinador Gabriel Pranke atribuiu a vitória ao encaixe de marcação na segunda etapa e ao acerto na saída de pressão, corrigida no intervalo. Ele também destacou os dois gols que surgiram de jogadas trabalhadas, premiando o esforço dos atletas nos treinamentos das últimas semanas:

- Com muito empenho e dedicação, essa vitória, que a gente estava precisando tanto na competição, aconteceu. Fizemos dois gols de jogadas trabalhadas. Os movimentos que são treinados criam certas situações e espaços e hoje conseguimos aproveitar isso. O grupo está de parabéns, tem trabalhado duro e tem entendido essas situações, o que fez com que conseguíssemos o resultado positivo hoje.

Com a vitória, a UFSM chegou a quatro pontos e ultrapassou o próprio São José e o Brasil (que perdeu em Alvorada para o Rabelo), pulando para a 7ª colocação. Após duas partidas longe de Santa Maria, a Federal volta a jogar em casa no próximo sábado (dia 14) contra o Brasil (oitavo colocado), em mais um confronto direto na briga pela classificação. O jogo será às 21h, pois o União Independente receberá o São José horas antes e haverá rodada dupla no CDM.

UFSM conquistou a primeira vitória na Série Ouro na estreia do uniforme número 2 desta temporada.

O jogo

No início da partida, as defesas das duas equipes prevaleceram. Com isso, as primeiras chances de gol surgiram em bola parada. Aos 3 min, o São José teve uma falta próximo à área. Biro concluiu raspando a trave. A Federal chegou em cobrança de escanteio, quando Rogério encontrou João Farias sozinho dentro da área, mas ele concluiu para fora. Aos 7 min, Escobar roubou a bola, avançou pelo meio e concluiu rasteiro, para a primeira intervenção de Rodrigo. Pouco depois, em um contra-ataque de 3 contra 1, Thales serviu Moisés Braga, que ficou sem ângulo e não conseguiu completar para o gol.

Aos 10 min, Dioguinho recebeu na ala direita e concluiu para defesa de Carlson. Aos 16 min 11s, quando o time da casa usava o goleiro avançado na quadra ofensiva, Dioguinho recebeu no fundo da quadra e chutou para dentro da área. A bola tocou na defesa e entrou: São José 1x0. Um minuto depois, em contra-ataque do São José, Dioguinho serviu Conrado. Ele ficou cara a cara com o goleiro da Federal, que salvou mais uma.

O goleiro Carlson evitou o segundo gol do São José ainda na primeira etapa e foi um dos destaques da UFSM.

Logo na saída do segundo tempo, Givago lançou para William no fundo da quadra. Carlson saiu do gol e espalmou para escanteio. Aos 2 min, Rogério recebeu na quadra de ataque e driblou o goleiro, mas concluiu para fora. Um minuto depois, Juninho recebeu após cobrança de lateral e acertou a trave. Aos 5 min, em cobrança de escanteio, Rogério pisou para De Agostini, que concluiu. Rodrigo fez grande defesa e evitou o empate.

Mas aos 6 min 22s, o empate aconteceu. Rogério recebeu passe preciso de João Farias e tocou com categoria na saída do goleiro. Aos 9 min, Léo Rudek puxou contra-ataque e chutou cruzado, para mais uma intervenção de Rodrigo. Pouco depois, Dioguinho recebeu livre e não marcou porque Carlson fechou o ângulo. Aos 10 min, Dioguinho fez boa jogada e serviu Juninho, que recebeu livre na ala direita e concluiu para fora. Após os sustos, a UFSM voltou a marcar aos 10 min 40s após cobrança de escanteio. Moisés Braga cobrou na segunda trave, onde Léo Rudek recebeu com liberdade e só precisou completar para o gol: UFSM 2x1. 

O gol desestabilizou o time mandante, que ofereceu cada vez mais espaços para a Federal. Aos 11 min, Moisés Braga puxou contra-ataque, driblou o marcador e chutou em cima do goleiro, que saiu fechando o espaço. Aos 14 min, em mais um contra-ataque, dois jogadores da UFSM avançaram sozinhos. Rogério passou para João Farias, que errou o alvo. Um minuto depois, com a mesma combinação, João Farias recebeu de Rogério e concluiu, mas o goleiro saiu fechando o ângulo.

Aos 17 min, a UFSM teve um jogador expulso. Aos 18 min, o São José teve a sua única chance de empatar, quando Juninho puxou da direita para o meio e concluiu no alto. Carlson voou no ângulo e espalmou para a linha de fundo. Quando a equipe se recompôs, faltando pouco mais de um minuto para o fim, a Federal controlou a posse para evitar um novo ataque do time cachoeirense. E faltando oito segundos para o fim, Tito carregou para o fundo da quadra e percebeu Rogério entrando sozinho na área. Ele só precisou empurrar a bola para o gol vazio, para comemorar o primeiro triunfo da equipe na Série Ouro 2021. Placar final: São José 1x3 UFSM/Urbanes Empreendimentos.

FICHA TÉCNICA:

São José - Rodrigo, Givago, Índio, William, Conrado, Chorão, Natan, Juninho, Thiago, Cabeça, Dioguinho, Biro, Carilli e Yuri. T.: Darlan.

UFSM/Urbanes Empreendimentos - Carlson, Guinho, Tito, João Farias, Rogério, Paniz, Tariq, Pedro Guerra, De Agostini, Léo Rudek, Thales, Willian Viana, Moisés Braga e Escobar. T.: Gabriel Pranke.

Gols: Dioguinho (SJ - 16 min 11s do 1T), Rogério (U - 6 min 22s do 2T), Léo Rudek (U - 10 min 40s do 2T) e Rogério (U - 19 min 52s do 2T).

Arbitragem: Marco Antonio Serpa (árbitro principal), Cláudio Fontoura (árbitro auxiliar), Paula Abreu (anotadora) e Karla Martins (cronometrista).

Cartões amarelos: Conrado, Natan, Givago e Thiago (SJ), De Agostini (U).

Cartão vermelho: Pedro Guerra (U).

Ginásio: Derlizão (Cachoeira do Sul-RS).